sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Valeu a pena...

Olá meus queridos!!
Muitas saudades de vocês, deste nosso cantinho... 

Fiquei longe por algum tempo e neste período muitas coisas aconteceram em minha vida, e só agora foi possível vir até aqui relatar à vocês os últimos acontecimentos, confesso que sempre tive medo da separação, lutei com todas as minhas forças, fiz o possível e o impossível para que nossa história terminasse com um final feliz, mas infelizmente tive que abandonar o barco, pois já estava me afundando junto com ele, e com suas escolhas erradas...
Antes de começar a contar o triste desfecho, quero deixar registrado aqui, um poema que me veio a memória neste momento. Na verdade, tem tudo a ver com meus sentimentos, com o que penso e sinto... me identifico demais com ele. Este lindo poema foi escrito pela querida amiga e escritora Giulliana Fischer Fatigatti autora do livro e do blog Valeu a pena..
                
                               EU CONHECI UM ANJO.


Eu conheci um anjo...

Um anjo vindo do céu com alguma missão ainda desconhecida.
Durante o seu percurso de descida do Céu à Terra, esse anjo passou a ficar cada vez mais próximo e ter conhecimento acerca das experiências humanas, a cada nível em que ele descia, algo novo era descoberto e lhe era mostrado, paulatinamente ele descobriu o amor, a bondade, a generosidade, descobriu a beleza, aprendeu a sorrir e a fazer os outros sorrirem, descobriu a alegria na forma mais pura que há e quanto mais ele se aproximava da Terra, mais intensas eram suas emoções e mais próximo das emoções humanas ele ficava, entretanto pouco antes de tocar seus pés na Terra, ele descobriu a dor, a inveja, a angústia, descobriu a fraqueza e suas conseqüências, conheceu a solidão sem nem ao menos tê-la vivenciado, descobriu que havia pessoas ruins, energias ruins e momentos ruins, descobriu os vícios e
seus malefícios, conheceu a sensação vazia que uma decisão errada pode causar, vivenciou o lado mais obscuro do ser humano. Então, finalmente quando esse anjo chegou, ele já era muito mais humano do que anjo, pois, durante o seu percurso de descida, ele havia se familiarizado com as experiências humanas tornando-o praticamente um humano como nós.
Só quem ao seu lado esteve é que fora capaz de reconhecer a sua origem, porque mesmo tendo vivenciado e praticado as situações e atitudes mais horripilantes, ele ainda tinha dentro de si a alma de um anjo, a bondade de um anjo e a inocência de um anjo. Esse anjo vivenciou o terror na Terra, mas aprendi que deveria haver uma explicação para isso e que enquanto a sua alma for a alma de um anjo, haverá sempre uma saída, haverá sempre a possibilidade de um resgate, haverá a possibilidade da nova vida sobre a luz.
É só uma questão de tempo, eu sei que esse anjo encontrará o seu caminho, seguindo a luz que vem do Céu, seguindo a ordem Divina de que ele veio à Terra para ser feliz e não para sofrer.
Eu conheci um anjo e por tudo que vivi, digo que Valeu à Pena.



Bem meus queridos, é isso, foram vinte anos de uma História de amor, cumplicidade, amizade, muitos bons momentos e infelizmente momentos de dor, angústia, sofrimento, dias difíceis enfrentados por causa da progressão da doença de meu ex-marido. Infelizmente quando se tenta de tudo e se esgota todas as possibilidades humanamente falando, também acabam-se nossas forças e com ela nossa esperança de que um dia a situação melhore. Não pensem que estou sendo pessimista, pelo contrário meus queridos, eu fiz o possível e o impossível para que isso nunca tivesse que acontecer. Estou me divorciando do meu marido, mas não desisti do ser humano que ele é, torço por ele, quero vê-lo bem, orarei todas as noites para que Deus o proteja onde quer que ele esteja, acredito que um milagre ainda possa acontecer e eu espero que ele seja feliz, pois ele foi meu único e grande amor, perdi a esperança de que nosso casamento possa se salvar, mas nunca perderei a fé e a esperança de que um dia ele tenha um despertar espiritual e abandone esta vida de sofrimento.
A última recaída foi devastadora, não sou uma pessoa de criar expectativas, sou uma pessoa realista, que tem os pés no chão, aprendi muito sobre a doença ao longo destes anos de convivência. Por este motivo sempre me preparo psicologicamente caso ocorra uma eventual recaída, vivo preparada para isso. Acredito que criei este mecanismo de auto defesa depois de todos estes anos convivendo com a adicção dele. Raramente sou pega de surpresa, dificilmente caio em suas manipulações, mas confesso que desta vez a vida me surpreendeu, sei bem como a doença é progressiva e traiçoeira, e destrói tudo o que encontra pela frente, já passei por centenas de recaídas ao longo destes 20 anos de união, tivemos muitas perdas materiais, perdemos muitos amigos, empregos, mudamos de cidades por diversas vezes, passamos por muitas humilhações... Quem acompanha meu blog sabe da nossa história, de nossas dificuldades e também de nossas superações.
Na segunda feira da semana passada, dia 09/02/2015 descobrimos que a única irmã de meu ex-marido (eles são órfãos de pai e mãe) está gravemente doente, com um quadro gravíssimo de depressão, síndrome do pânico entre outros problemas que ainda não descobrimos o que é, pois marcamos consultas para fazer vários exames e ainda não chegou o dia dela passar. Na quarta feira da semana passada, dia 11/02/2015, ele me pediu que fizesse o favor de ir até a cidade onde a irmã dele morava. A idéia era que enquanto ele ficaria aqui em nossa cidade, resolvendo uns problemas pendentes de nosso trabalho, e também levaria a irmã dele ao médico eu fosse com uma de minhas irmãs até a casa de minha cunhada para vender os poucos móveis que ela tinha na casa dela e desocupar o imóvel para poder alugar, já que ela não teria mais condições de morar sozinha por causa de seus problemas de saúde, e não teria necessidade de deixar o imóvel abandonado.
Logo na quinta de manhã, minha mãe me mandou uma mensagem desesperada me dizendo que meu ex-marido havia saído, e deixado minha cunhada trancada sozinha dentro do quarto e havia saído para usar drogas... Como ela está com síndrome do pânico, ela se desesperou tanto ao perceber que ele demorava a voltar, que começou a gritar descontroladamente. Até que os vizinhos chamaram a polícia ( 8 viaturas) que invadiram minha casa, arrombaram a porta e á levaram para fazer um boletim de Ocorrência.(que no final nem foi feito)
Em seguida levarem ela novamente para casa, e pouco tempo depois meu ex-marido encontrou minha irmã que é adicta na rua e pediu para que ela cuidasse da irmã dele enquanto ele continuaria pelas ruas se drogando.
Nesta mesma noite, ainda antes da polícia ter invadido a minha casa e dele ter deixado a irmã dele trancada sozinha, ele resolveu convidar todos os ''nóias'' que estavam na biqueira se drogando para ir em minha casa tomar um banho de piscina, ligou o som alto, incomodou os vizinhos, fez uma verdadeira orgia dentro de casa... Resultado: quebraram minhas coisas, bagunçaram tudo, sumiram com meus notebooks, celular novo, roupas, etc...
Voltei correndo de São Paulo para tentar  (como se fosse possível)  evitar que ele fizesse mais besteiras...Quando cheguei minha casa estava literalmente destruída, Mas minha irmã, mesmo sendo adicta como ele estava cuidando de minha cunhada.
Resolvi ir atrás dele, pois ele havia emprestado uma grande quantia de dinheiro de um amigo meu, e havia saído com meu carro, que só deixei com ele para que ele levasse minha cunhada ao médico.
Quando fui procura-lo para buscar meu carro de volta, acabei o encontrando com outra mulher em meu carro completamente bêbado e drogado, ele ainda quis se achar o dono da razão e me tratou com muita arrogância e descaso, me culpando por tudo, e agindo feito um louco totalmente fora de si.
Fora toda esta humilhação e tristeza pela qual tive que passar, no dia seguinte o dono da imobiliária me ligou e me chamou para conversarmos com a máxima urgência.
Assunto?  O dono do imóvel onde moramos nos deu o prazo de uma semana para sairmos do imóvel, era de se esperar, depois de toda esta bagunça que meu ex-marido aprontou.
Não tive coragem de sair da casa no mesmo momento,  pois esperei ele voltar a si para conversarmos sobre a nossa separação e também não teria coragem de deixar a irmã dele sozinha doente com uma pessoa mais doente ainda..Somente Deus para cuidar deles agora.
Muitos amigos me fizeram uma série de perguntas do tipo:
Você se arrepende de ter dedicado 20 anos da sua vida a este homem?
Nossa!! Depois de tudo o que você fez por ele o que mais deve ter doído nisto tudo foram as traições?
Ou foram todas as perdas materiais que vocês tiveram? Ou tudo o que deixaram de conquistar por causa do uso de drogas de seu ex?
Bem meus queridos, são muitas perguntas e não tenho a resposta para todas elas, estas foram as que mais ficaram em evidência...
É claro que dói quando a pessoa que você ama te trai, mente para você, te engana, prejuízos materiais, eu nunca me abalei tanto, pois Deus sempre nos deu forças para trabalhar e conquistarmos tudo novamente. 
O que mais dói não é a traição, tampouco as perdas materiais, o que realmente dói é perder alguém que você ama para as drogas, e saber que não se pode fazer nada para mudar isso, aceitar que somos totalmente impotentes, e as escolhas do "outro"não dependem de nós.
Se eu tivesse perdido meu marido para uma outra mulher, não me sentiria uma pessoa derrotada, ficaria triste, mas feliz por saber que ele estaria bem, vivo, e feliz...
Enfim, quem realmente ama sempre irá querer ver o bem da pessoa amada independente da situação em que ela esteja vivendo, independente de suas escolhas, quem ama liberta, o amor não é egoísta.  Ele fez uma escolha, eu não consigo mais viver com esta escolha, por isso o deixo livre.
Eu não me arrependo de ter passado vinte anos de minha vida ao lado deste homem, com ele tive minha maior riqueza, nossa filha, depois veio nossa netinha, com ele aprendi muitas coisas, com ele aprendi a ser uma pessoa melhor, um ser humano que ama mais o meu próximo, uma pessoa menos egoísta, aprendi a orar, e ter fé nesta oração, aprendi a ser mais humilde, menos arrogante, aprendi a perdoar, a ter paciência com o próximo...
Acredito que tudo nesta vida tenha um propósito, existem pessoas que passam por nossas vidas com o propósito de nos fazerem evoluir como seres humanos.. Pessoas que nos deixam uma lição de para toda a vida. 


Eu agradeço a Deus por ter me concedido a bênção de ter permitido por este tempo em minha vida ter convivido com um Adicto.
Através de toda esta história conheci também todos vocês amigos e amigas que amo incondicionalmente... 
                                 Obrigado por tudo.

24 comentários:

  1. Oi Lu
    Q post lindo e emocionante q Deus na sua infinita bondade e Sabedoria continue abençoando a todos vcs
    Obrigada por todos os post q me ajuda e mt
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Tmj, Bonita história do anjo, E sem palavras pelo ocorrido, coragem para modificar aquilo que eu posso, esse é o caminho, já que as coisas não muda seja vc a mudança

    ResponderExcluir
  3. Pode parecer estranho ou difícil de acreditar, mas a sua dor é a minha dor... Realmente lamento pela sua perda, mas admiro a sua coragem para mudar. Que o Senhor te abençoe e te fortaleça! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estamos sempre juntos nessa luta né...
      http://soporhojevoucuidardemim.blogspot.com.br/

      Excluir
  4. Lu chorei do início ao fim com seu post. Estou passando pela mesma dor. .. depois de 12 anos casada com meu adicto e um bebê de 3 anos estou me separando. Tomeu essa decisão a poucos dias. .... talvez um novo amor para eles renove a vontade de mudar de vida.. talvez. Sei que haverá dias de felicidades e dias de muita dor. E quando a saudade apertar a ponto de acharmos impossível suportar a ausência deles.... estaremos todas aqui partilhando nossa dor.... até que a tão sonhada paz pouse definitivamente em nossaa vidas... eu seguro minha mão na sua..... e uno meu coração ao seu. Estamos todas juntas lu força!!! Que Deus nos abençoe. ... Que Deus abençoe eles.

    ResponderExcluir
  5. Carla, esse tipo de pensamento é sabotador: de que um novo amor fará eles mudarem de vida. Eles já tem outro amor: a droga, e já optaram por ele. Podem até arrumar outras pessoas para continuarem a sugar, para poderem se manter no vicio...pessoas tão doentes como nós que aceitem se escravizar. Apenas isso. A vida deles é e será sempre essa, sugadores, vampiros, parasitas...precisam de quem os financie no seu vicio. Eu sempre digo, tenha pena dessa pessoa se ele conseguir iludir mais alguém.

    Janete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk janete, pensando bem é por aí. ... quando conheci meu marido ele tinha uma filha da idade do meu filho hoje ( 3 anos). Essa namorada da época ( hoje vejo que era uma companheira e não um simples namoro como rke dizia) tem verdadeiro horror a ele. Me disseram que eles namoraram por 5 anos e ele me disse que só ficou e ela engravidou e foram morar juntos daí não deu certo. Até que ele conheceu a outra boba aqui (eu). Namoramos, noivamos e casamos (ele dizia que eu era perfeita, sendo uma menina de família). A verdade é que eu era tão boba e inocente....nuna frequentei uma balada, nunca bebi, nunca fumei (não que as mulheres que fazem isso são erradas) mas jo meu caso eu era a bola da vez a boba que preprecisava para ele dar sequência ao tipo de vida que ele queria ter..... lembro que nunca falei nem um oi com a mãe da filha dele apesar de mútuo respeito entre nós duas.... mas se um dia alguma outra bobona bater na minha porta pedindo " referências" dele kkkkkk.... vou mandar ela sair fora dele Kkkkk.

      Excluir
    2. É isso mesmo Carla, qdo converso com algumas amigas codependentes, eu aconselho elas a ir conversar com a ex do fulano, normalmente elas ficam horrorizadas, porque a ex é demonizada, é uma bruxa malvada que fez tanto mal a ele que o levou às drogas, Elas me dizem: imagina se vou conversar com essa pessoa horrivel, ela nem vai querer falar comigo, etc, etc....as poucas que aceitaram a sugestão tiveram uma grande surpresa: nenhum ser maléfico, apenas uma mulher que sofreu tanto ou mais nas mãos do dependente quimico....eles gostam de jogar todas as culpas na ex, e de fazer dela um ser assustador para que a atual jamais vá ter contato, para não saber das merdas que ele fez com a coitada....essas conversas costumam ser tão reveladoras.....

      Excluir
  6. Janete suas palavras mudaram o meu dia. Obrigada. Terminei meu relacionamento com um D.Q. ha 3 meses e com um filho recém nascido. Os dias têm sido muito difíceis, ás vezes insuportável. Hoje tive a infelicidade de vê-lo com sua nova namorada e confesso que tive o sentimento de que ele estava se "renovando", mas o fato é que eu já sabia de muita coisa, e isso o impedia de viver a vida da maneira dele. Com uma nova mulher ( que na verdade, não é mais do que um corpo) ele poderá ganhar mais alguns anos de adicção sem se preocupar com consequências.Incrível , que ele não via nosso filho a quase 3 meses (ele quase 5 meses) e não deu a menor bola pro menino. Praticamente me mandou embora, muito provavelmente com medo de que eu falasse "demais" sobre a vida dele.... Só posso dizer que isso é muito triste. E Em relação ao post , gostaria de dizer que me identifico com o texto do inicio ao fim, e complemento que pior ainda do que perder um marido ou namorado para as drogas, é ver um filho perdendo o pai para as drogas... essa dor é insuportável. E para aqueles que apesar não serem Deus, mas se sentem confortaveis em julgar usando a maldita frase "mas voce sabia que ele era dependente quimico quando engravidou dele"... para estes eu só desejo uma coisa : FORÇA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luciana e eu conheço alguns casos que tem filhos que não vêm ha anos e nem fazem a minima questão...é como se não existissem...infelizmente, como sabemos, as drogas "anestesiam" os sentimentos deles....só amam a si mesmos e às drogas....pessoas são apenas usáveis, são fornecedores, são sustentadores....descartaveis. Como eu disse, sinta pena dessa pessoa que se envolveu com ele, não sabe o que vai sofrer....e aproveita a chance pra pra vc escapar....

      Janete

      Excluir
  7. Luciana Andrade. Com o tempo parece que nós somos descartáveis para o nosso dq.... no meu caso nunca fiquei sabendo de outra ( e dificilmente vou saber já que não ando nos lugares que ele anda). Já ficamos 8 meses separados e nunca soube de outra. ... mas dessa vez ele novamente foi embora, mas desta vez eu sentia que ele estava desesperado para iniciar uma nova história. .. como aconteceu conosco no início do relacionamento ( já que conheci ele e depois que estava envolvida e planejando o casamento, ele me contou que tinha uma filha de uns dois anos de um namoro que ele dizia ter sido rápido). Sei que ele provavelmente irá inicar breve uma nova história. ... a sensação que eu tenho é que quem estava atrapalhando era eu..... e lá se foram 13 anos. ... força luciana.

    ResponderExcluir
  8. Querida...
    O que dizer?
    Passei por isso há oito meses.
    Dói sim, bastante. Mas passa!
    Altos e baixos virão, mas eles também passam.
    Sentimentos de fracasso as vezes aparecem dentro de mim. Mas, quando isso acontece, eu me olho no espelho e digo: você fez tudo, mais ainda que qualquer outro faria!
    Não temos culpa, você sabe disso.
    E merecemos tudo!!!
    Seja feliz e pense em você!
    Paz e luz!
    Tamujuntas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Querida...
    O que dizer?
    Passei por isso há oito meses.
    Dói sim, bastante. Mas passa!
    Altos e baixos virão, mas eles também passam.
    Sentimentos de fracasso as vezes aparecem dentro de mim. Mas, quando isso acontece, eu me olho no espelho e digo: você fez tudo, mais ainda que qualquer outro faria!
    Não temos culpa, você sabe disso.
    E merecemos tudo!!!
    Seja feliz e pense em você!
    Paz e luz!
    Tamujuntas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. oi estou com meu marido a 17 anos e a uns 12 ele é adcto ja pensei deixa-lo a muito tempo mas não consigo eu o amo muito e temos três filhos perfeitos não sei por quanto tempo ainda irei suportar essa ida eu só sei que não esta nem um pouco fácil somente crendo no SENHOR meu Deus para ir de um dia para outro pois a dor de ser trocada pela droga é terrivel somente quem passa por isso sabe como dói

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estamos sempre juntos nessa luta né...
      http://soporhojevoucuidardemim.blogspot.com.br/

      Excluir
  11. oi estou com meu marido a 17 anos e a uns 12 ele é adcto ja pensei deixa-lo a muito tempo mas não consigo eu o amo muito e temos três filhos perfeitos não sei por quanto tempo ainda irei suportar essa ida eu só sei que não esta nem um pouco fácil somente crendo no SENHOR meu Deus para ir de um dia para outro pois a dor de ser trocada pela droga é terrivel somente quem passa por isso sabe como dói

    ResponderExcluir
  12. Vocês não sabem como é reconfortante para mim esta partilha de experiências. Apesar de não ter muito tempo de convivência com um adicto, em 10 meses, passei por muitas das experiências aqui relatadas: mentiras, manipulações, uma internação de 5 meses, traição e dois abandonos, sendo que o último foi fatal. Depois de eu ter passado por um procedimento cirúrgico, no qual ele passou um dia cuidando de mim, fui abandonada e, desde então, não nos falamos. No máximo, depois de dois meses, houve um pedido de desculpas que ficou sem resposta, pois infelizmente ainda não consigo perdoá-lo. Assim como as experiências aqui relatadas, ele também pintava a ex de 10 anos, como uma monstra, mas eu sempre desconfiei do seu discurso de vítima. Hoje, sinto pena da figura que está com ele. É como Janete disse: eles são sanguessugas que só querem uma aba para dar cobertura aos seus vícios e orgias. Neste caso em específico, ainda tem um agravante: ele é cafajeste e interesseiro. Costumo dizer que com a droga ou sem ela, ele seria a mesma pessoa, talvez menos decadente. Óbvio que para eu estar aqui relatando essa experiência é porque, mesmo depois de 6 meses de término, essa história ainda mexe comigo. De forma alguma o quero de volta, mas lidar com o abandono ainda é difícil para mim (mesmo sabendo que ele me fez um bem enorme ao me deixar, ainda que não tenha tido a intenção). Por isso, ver esses relatos fez todo sentido num momento que estou passando por um sentimento de tristeza profunda. Lu, desejo toda força do mundo. E espero um dia ter metade da sua evolução espiritual, para poder perdoá-lo, mesmo que apenas intimamente. E me ver livre desse ressentimento que só faz mal a mim e a mais ninguém. Beijos em todas! Cacau

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cacau,estamosjuntos....
      http://soporhojevoucuidardemim.blogspot.com.br/

      Excluir
  13. Apenas namorei um adicto por poucos meses, tínhamos um companheirismo e carinho fora do normal. Me marcou. Ele me apoiou nos momentos mais difíceis da minha vida. Pelo nosso namoro ocorrer em situaçoes de estresse, ele nao aguentou a pressao e se internou novamente apos 5 anos limpo. Sei que sem mim ele terá a vida mais estável de antes, onde estava feliz na recuperaçao, e eu seguirei uma vida mais tranquila. Mas me dói saber que o deixo na situaçao que mais precisa de mim.

    ResponderExcluir
  14. minhas postagem somem..

    ResponderExcluir
  15. Conheçam o guia de clinicas de reabilitação para dependencia quimica e alcoolismo Amavida: www.amavida.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estamos sempre juntos nessa luta né...
      http://soporhojevoucuidardemim.blogspot.com.br/

      Excluir
  16. Parabéns por sua conquista. Nos dias de hoje as drogas e o álcool tem permeado muito na sociedade, afetando desde os mendigos até os de classes mais altas e todas as idades têm sido afetadas por esse mal. Por isso, nós da Nova Aurora, estamos aqui para ajudar a você que tem procurado uma clínica de tratamento para dependentes químicos http://ctnovaaurora.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Acabei de ler tudo de novo amiga!! Me deu mais forças!!! 🙏🏻🙏🏻🙏🏻😘

    ResponderExcluir