domingo, 16 de fevereiro de 2014

Fabio assunção fala sobre seu problema com as drogas em entrevista!!


Olá meus queridos amigos, esta reportagem é antiga mas achei interessante, pois geralmente é difícil um adicto aceitar a doença, a negação é o sintoma característico da adicção, por isso achei muito lindo da parte dele abrir o coração assumir sua doença e no caso dele, mais difícil ainda pois se trata de uma figura pública.
Vale a pena ler pois é emocionante. 

Depois de 10 meses de afastamento da rede globo para fazer tratamentos , ele se sente preparado para falar do problema pela primeira vez.


Patricia Poeta: O que que aconteceu Fabio, porque você se afastou?

Fabio assunção: Olha, eu me afastei porque (silencio)...Eu acho bom falar sobre isso, eu nunca falei sobre isso, não porque eu tenha nada para esconder, mas é porque isso foi uma coisa tão intima né, eu me tornei dependente químico, foi uma coisa que, é muito difícil administrar a dependência química, com qualquer coisa que você faça na vida.
Patricia Poeta: Para gente entender melhor, a quanto tempo você vinha enfrentando o problema do vicio? 
Fabio Assunção: Olha já tinha alguns anos, mas eu acho que nos últimos 3, 4 anos, foi que a coisa começou a ficar mais difícil, mais complicada.
Patricia Poeta: Você tinha dificuldade de trabalhar?
Fabio Assunção: Acho que o problema maior era respeitar meus compromissos, os horários, chegou uma hora que realmente eu fiquei perdido, eu não sabia mais se era terça-feira se era quinta-feira, se era sábado.
Eu tinha medo de marcar um jantar, eu tinha medo de sei lá se tinha uma gravação de manhã, eu já ficava pensando...puta de manhã, será que vai acontecer? Porque este excesso de droga é uma coisa, é muito duro você dizer que não vai mais fazer uma coisa, e você fazer.
Você dizer: Chega! agora não faço mais, agora acabou, vou ficar bem...E dois dias depois você esta fazendo de novo.
Patricia Poeta: Quantas vezes você já tinha começado um tratamento ou fez um tratamento e acabou não funcionando?
Fabio Assunção: Eu tinha feito quando acabou paraíso tropical, eu fui para fora do Brasil, em uma clinica que tem fora do Brasil, fui uma vez, no Arizona , perto de Fênix, e fiquei lá 40 dias ,voltei e as coisas não deram certo, ai eu voltei para lá de novo , para mesma clínica e fiquei dois meses.
Patricia Poeta: E melhorou??
Fabio Assunção: Melhorou, mas eu voltei ai fiquei um tempo bem, e depois as coisas começaram a não ir bem de novo.
Ai eu tomei minha rasteira total, a coisa veio forte pra mim, a coisa me pegou, me pegou mesmo e eu dancei.
Patricia Poeta: E demorou para você aceitar, que sim você tinha um vicio, que você precisava se cuidar, parar para se cuidar?
Fabio Assunção: Demorou, demorou e alias eu acho que este é o primeiro passo para lutar contra isso, você assumir que você tem um problema, e pedir ajuda entendeu.
Patricia Poeta: Você sentia medo também do que as pessoas pudessem achar?
Fabio Assunção: Po totalmente, eu tinha medo de ser julgado, de ser criticado, de até ser visto como uma referencia negativa, eu acho que estes medos todos fazem com que você só aumente seu problema.
Eu acho que ano passado o que aconteceu foi de certa forma maravilhoso, porque quando eu tive a minha doença exposta, eu pude ficar livre, eu falei: agora que todo mundo sabe eu vou assumir isto então e po eu tirei um peso das minhas costas.
Patricia Poeta: Ai você decidiu virar a pagina,quer dizer ai você disse agora vou fazer um tratamento pra valer, vou parar, e como é que foi este tratamento?
Fabio Assunção: Olha, eu acho que este tipo de tratamento é como se você atravessasse o deserto, um momento de solidão assim, é difícil, mas assim nada é mais difícil do que viver com drogas, então qualquer tratamento é mais fácil do que a vida que você estava tendo.
Patricia Poeta: Quanto tempo você ficou lá?
Fabio Assunção: 5 meses, fiquei 4 meses em uma clinica que é uma clinica muito fechada, e depois eu terminei meu tratamento no meu ultimo mês, em uma outra clinica onde eu podia receber visita, eu tenho um filho o João de 6 anos que é um encanto na minha vida, que é uma pessoa que eu não fingi pra ele que nada estava acontecendo, ele via que eu não estava bem, eu disse para ele que eu estava indo para uma clinica para aprender a dormir, acordar e a comer na hora certa, e ele entendeu.
Patricia Poeta:A pergunta que todo mundo se fez é: Porque o Fabio Assunção? Este cara bonito, bem sucedido, famoso, querido por tantas pessoas, acabou sendo atraído por drogas??Você tem esta resposta?
Fabio Assunção:Tenho, eu acho que o espirito da gente, ele não está muito interessado se você tem tudo, se você não tem tudo, se você faz sucesso, eu fui brincar com uma coisa que eu não tinha dimensão do quão perigosa ela é entendeu, é porque eu acho que a gente tem um lado as vezes que é auto destrutivo entendeu, eu me coloquei em risco varias vezes, risco de saúde, risco de vida, risco de ter problemas legais.
Eu me sinto abençoado porque quando estive na clinica, conheci pessoas que tem sequelas, que acabaram se envolvendo em acidentes, coisas que não se pode mais reverter entendeu? Então eu acho que passei por esta tempestade e me sinto muito bem.
Patricia Poeta:Agora neste período de tratamento, como é que ficaram os relacionamentos? Os amigos? se afastaram de você, continuaram do seu lado?O que que aconteceu?
Fabio Assunção:Se sabe que eu tive alguns amigos que foram embora, mas eles, eu não tenho nenhum ressentimento em relação a isso, este movimento só me ensinou o verdadeiro significado da amizade.
Patricia Poeta:Quem deu mais força para você neste desafio de largar o vicio?
Fabio Assunção: Bom a Karina, namorada que eu não tenho nem o que dizer, meus pais que na época da clinica se aproximaram muito de mim.
Patricia Poeta: Você hoje se sente completamente curado?
Fabio Assunção: Não, de jeito nenhum, de jeito nenhum, e não quero me sentir, porque eu acho que este lado da doença eu não posso fingir que isto não existe, este ''diabinho'' eu não posso achar que ele não existe ou...eu tenho que ter um respeito por ele.
Eu estou encantado de como a recuperação é uma coisa genial, eu hoje marcar meus compromissos , e estar lá, isso me dá uma sensação de vitória, de eu to conseguindo.
Patricia Poeta: Em algum momento pintou uma tentação por exemplo de querer voltar atrás?
Fabio Assunção: Não é querer voltar atrás, isso jamais eu peguei um caminho agora que não tem volta para mim, e eu não vou dar mais brecha para que a minha vida volte a ser aquele inferno que era antes.


9 comentários:

  1. Ola queridos!! meu marido usa ha seis anos, somos casados ha 3 anos, ele ja era usuario de cocaina e agora esta mto dificil de continuar porque a esperanca que eu tinha que ele parasse acabou estou no meu limite e nao quero mais viver essa vida de que derepente daqui 3 mese ele suma na noite e nao sei oque ele faz com quem esta, é mto triste ele sempre fala que nao vai mais usar e eu sei que vai, ja fomos no psiquiatra ele toma os remedios e depois para, amo mto ele temos uma grande diferenca de idade sou mais velha17 anos e isso tbm pesa um pouco, nao sei oque fazer oque pensar só quero um apoio. Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que Deus seja a solução para todos os nossos problemas. Somente Ele nos ama com todas as nossa imperfeições e nos aceita como somos. Entregue tuas aflições nas mãos dEle. Corra para os braços que oferecem a paz que excede todo entendimento. Deixe tudo no comando do Senhor ele fará o que for melhor para você e para o teu marido. Confia nEle e o mais ele fará. Que Deus te abencoe.
      :)

      Excluir
  2. Olhar tenho uma amiga que ela sempre foi doidinha dar cabeça ,lógico que eu sei que ninguém está livre dessa Praga de droga mais essa minha amiga entrou no mundos das drogas os paus dela é separados .É também o pai dela não ligar para ela ta nem ai para ela é mãe dela mora com a mãe ,o irmão é o padastro dela acho que ela foi violentada sexualmente por ele não sei o que fazer para ajudar ??

    ResponderExcluir
  3. Vicio...são todos iguais...cigarro, cocaína, maconha,...tudo dificil de se libertar, eu parei de fumar a 4 meses, vicio dificil,pois pode fumar à hora que quiser...nada o proibe além das restrição de locais....posso dizer que é muito dificil, às vezes em horas de ansiedade, raiva, aflição...só me lembro do cigarro...e tenho q resistir...para não fumar...o que nos leva ao vicio, é um vazio, uma falta de companhia, uma solidão...então aquele momento nos alivia...aparentemente...dificil..uma luta incansável de se livrar desses falsos amigos, que nos consola por um momento e ão mesmo tempo nos mata...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fale sobre maconha seu otário , você não sabe nada dela ...

      Maconha e de Deus criou ela para um momento de paz e alegria por simplesmente esta vivo .

      Excluir
  4. Boa noite aí, caro espertalhão que chama as pessoas de otário da mesma forma que VC quer que aceitem que maconha não faz mal algum e e. Controlável aprenda a respeitar a opinião alheia tmb seu verdadeiro preconceituoso ninguém e obrigado a ser um cego e viciado como VC ....maconha e perigoso sim distorce a personalidade das pessoas compromete a vida social delas como outra droga tem seus estágios OK....OBS grande verdadeiro otário preconceituoso aprende a respeitar a opinião de seu próximo.

    ResponderExcluir
  5. DIGO MAIS, MACONHA DEIXA O USUÁRIO RETARDADO, O QUE COM CERTEZA JÁ ACONTECEU COM ESSE MANÉ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maconha só abre as portas para outras drogas,daqui a pouco VC está provando de tudo isso e a realidade ,dessa praga do século 21

      Excluir
    2. Maconha só abre as portas para outras drogas,daqui a pouco VC está provando de tudo isso e a realidade ,dessa praga do século 21

      Excluir